0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Em abril de 2022, alunos do Centro Universitário de Anápolis (UniEVANGÉLICA) publicaram um estudo no Brazilian Journal of Development sobre os desafios clínicos da hipnoterapia no cenário médico atual.

Referências científicas sobre os desafios clínicos da hipnoterapia

Esse estudo teve como material de apoio os seguintes artigos:

Para melhor embasamento, também foram realizadas pesquisas nos seguintes livros:

Problema de pesquisa

O estudo tem como problemática a seguinte questão: os desafios clínicos da hipnoterapia no cenário médico atual.

Foi possível constatar que:

  1. Primeiramente, o uso da hipnose em relação ao tratamento de câncer de mama aumentou a sensação de relaxamento e cura através da imaginação; promoveu diminuição nas dores de cabeça. Estômago; auxílio na regulagem do sono e forneceu melhora sexual;
  2. Posteriormente, o uso da combinação de hipnose com técnicas cognitivo-comportamentais em vítimas de abuso infantil resultou na redução de ansiedade e depressão além de potencializar a autoestima e otimismo;
  3. Sob o mesmo ponto de vista, utilizar a hipnoterapia no tratamento de pacientes portadores de diabetes possibilitou um aumento na circulação sanguínea periférica e diminuição nas complicações no pé diabético;
  4. Simultaneamente, as técnicas de hipnoterapia também têm sido efetivas no alívio da dor no trabalho de parto;
  5. Logo, o uso da hipnoterapia em relação a dispepsia funcional foi capaz de reduzir os sintomas dispépticos e psicopatológicos, além de diminuir o número de consultas médicas e uso de drogas;
  6. Por fim, a hipnoterapia trouxe melhora no estado psicológico dos pacientes oncológicos, assim, prevenindo sintomas comuns desencadeados pela quimioterapia.

Igualmente, os 7 materiais citados no começo deste artigo foram analisados e juntos mostraram que a utilização clínica da hipnoterapia na medicina moderna é uma ferramenta importante que auxilia no processo de recuperação de diversas patologias, crônicas e agudas, físicas ou psicológicas!

Ficou curioso? Então, clique aqui e faça a leitura completa do estudo!

 

0
Would love your thoughts, please comment.x
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×