0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Você quer trocar de carreira, mas não sabe por onde começar? Então esse texto é para você! 

Aqui você vai finalmente descobrir como trocar de carreira de forma segura e eficaz!

Preparado? Boa leitura!

Trocar de carreira não é uma decisão fácil, não é mesmo? Afinal, apesar da insatisfação e frustração profissional, a escolha é arriscada.

Afinal de contas… Quem garante que a troca vai dar certo?

E é verdade, não tem como garantir que trocar de carreira será um grande acerto. Entretanto, permanecer frustrado e insatisfeito é aceitar o fracasso profissional!

Tudo o que nos faz sair da zona de conforto causa medo, e ter medo de escolher trocar de carreira é natural, porém, quando deixamos o medo falar mais alto somos paralisados e é aí que mora o problema!

Quando pensamos na possibilidade de trocar de carreira, é porque com certeza surgiram situações que despertaram esse desejo.

Agora, você vai descobrir os sinais de que está na hora de trocar de carreira!

4 sinais de que está na hora de trocar de carreira

O que acontece para alguém querer trocar de carreira? Afinal, ela está trabalhando com algo que já conhece e está habituada, então, por que trocar de carreira?

Muitas situações são vivenciadas até esse momento chegar…

Frustração profissional

O consultor de carreiras Fredy Machado, realizou uma pesquisa apontando que cerca de 90% das pessoas sofrem de frustração profissional.

  • Cobranças excessivas e indevidas;
  • Demandas que vão além do seu trabalho;
  • Urgências solicitadas sem prazo;
  • Ocupar um cargo que não lhe agrada mais;
  • A escolha por uma profissão visando apenas “ganhar dinheiro”
  • Falha na comunicação entre a equipe e líder, assim, faltando clareza nos processos;
  • Jornada de trabalho exagerada;
  • Má remuneração;
  • Conflito com políticas, normas e cultura da empresa;

Essas são algumas das situações que geram a frustração profissional, e se você faz parte dessa estatística, é hora de acionar o pisca alerta e ir em busca de novos caminhos.

Mas, se você ainda está com dúvidas sobre a frustração profissional e o ambiente em que você trabalha, vou sugerir uma leitura, clique aqui!

Falta de reconhecimento

Não importa o que você faça ou os resultados que alcança, a falta de reconhecimento é um dos principais fatores que maximizam a frustração profissional.

O reconhecimento nem sempre é relacionado apenas com uma boa remuneração, muito pelo contrário, existem diversas formas de reconhecer o seu colaborador.

A cultura de feedback não é muito bem-vinda em algumas empresas, porém, é uma ótima ferramenta tanto para líder quanto para o liderado.

É de extrema necessidade que o colaborador saiba como está o seu desempenho, em qual parte do caminho se encontra e o que pode fazer para melhorar.

Esses são pequenos detalhes que fazem com que o profissional se sinta menos perdido e possa se recuperar da frustração profissional.

Zona de conforto

Quando falamos sobre desenvolvimento profissional, automaticamente falamos sobre desafios, afinal de contas, ninguém consegue alcançar uma evolução se sempre se manter no mesmo degrau, fazendo as mesmas coisas, morando na zona de conforto.

O crescimento e amadurecimento só vai vir se o profissional se dispor a encarar os desafios e se por outro lado a empresa apresentar esses desafios também.

Os desafios conseguem extrair o melhor de cada pessoa, além de colocar todas as suas habilidades e pontos de melhoria no plano, dando assim, a devida visibilidade da sua performance diante de situações adversas.

Má gestão

Uma empresa é feita a partir de vários cargos, se o gerenciamento é falho logo no começo, naturalmente, o colaborador vai sentir esse impacto no seu trabalho.

A liderança e gestão são os pilares de qualquer empresa, eles são os verdadeiros exemplos.

Uma administração mal estruturada, causa preocupação no colaborador que se sente perdido, desprotegido e em dúvida quanto ao seu futuro.

Agora que você descobriu os principais problemas que levam alguém a querer trocar de carreira, vou te falar sobre uma excelente opção, a carreira de hipnoterapeuta!

Nela, frustração, falta de reconhecimento, mas gestão e ausência de desafios não serão um problema!

Continue a leitura e descubra TUDO sobre essa profissão que transforma vidas!

O que é hipnose?

A hipnose nada mais é do que um estado psicológico especial induzido por alguém, seja por meio de um pêndulo, do movimento do dedo ou da voz.

Assim, a hipnose é um conjunto de fenômenos específicos e completamente naturais da mente, que podem produzir diferentes impactos. Apesar de ser uma técnica segura, deve ser feita apenas por profissionais especializados.

Ainda, segundo a definição atual da Associação Americana de Psicologia, a hipnose é um estado de consciência que envolve focar a atenção e reduzir a consciência periférica, caracterizando uma maior capacidade de resposta à sugestão.

Isso significa que, quando hipnotizado, você estará mais suscetível às sugestões que o hipnólogo der. Assim, poderá esquecer o próprio nome, não lembrar a idade, ou até mesmo alterar sentidos, como morder uma cebola e sentir gosto de maçã!

No caso da hipnoterapia, essas sugestões são feitas para retornar ao momento específico do trauma e ressignificar a situação, dando sugestões que facilitam o tratamento, a mudança de hábitos e a transformação pessoal.

O que é hipnoterapia?

De modo geral, a hipnoterapia é uma técnica terapêutica, utilizada apenas por profissionais credenciados e que pode tratar diferentes sintomas, como insônia, ansiedade, depressão, transtornos alimentares, mudar hábitos e ressignificar diferentes traumas.

Em outras palavras…

A hipnoterapia, também conhecida como hipnose clínica, consiste na utilização da própria hipnose como ferramenta de terapia, que pode ser um auxílio para tratar diversos transtornos emocionais, físicos, psicológicos, hábitos e sentimentos indesejados.

Isso acontece porque, através da hipnose, podemos fazer sugestões e realizar mudanças a nível subconsciente. A partir do momento em que seu subconsciente recebe uma nova ideia, ele passa a agir de acordo com ela.

Dessa forma, diversas pessoas conseguem mudar hábitos que não conseguiam antes, como fumar, roer as unhas, procrastinação, entre outros. 

A carreira de hipnoterapeuta

Passamos por tantas coisas nos últimos anos que dificilmente você encontra alguém que não tenha desenvolvido nenhum transtorno como:

  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Insônia;
  • Compulsão alimentar.

Esses são apenas alguns exemplos, se procurarmos a fundo, descobrimos vários transtornos e veremos que são mais comuns do que parecem.

O hipnoterapeuta utiliza da hipnose clínica para inclusive tratar os transtornos que demos como exemplo, a grande diferença entre um tratamento psicológico e a hipnoterapia é que por conta do poder da nossa mente, o hipnoterapeuta consegue alcançar lugares ainda mais profundos em nosso subconsciente.

Sendo um hipnoterapeuta, você irá conviver com diferentes tipos de pessoas, ouvir diferentes histórias e precisará ter a desenvoltura e o acolhimento para ajudar esses pacientes.

A empatia é uma das principais competências socioemocionais que um hipnoterapeuta precisa desenvolver. Isso porque você estará em contato direto com pessoas. Muitas delas, inclusive, muito machucadas e precisando de ajuda.

Dê o primeiro passo para trocar de carreira: Faca a formação Completa em Hipnoterapia

A hipnoterapia nos mostra que muitos problemas que vivenciamos é por conta de traumas passados, e é por isso que a hipnoterapia é um mercado em ascensão.

Afinal, quando a causa é reparada, os sintomas são naturalmente controlados e o mal deixa de existir.

A nossa mente é um campo muito poderoso e com a ajuda das sugestões que a hipnoterapia nos proporciona, o hipnoterapeuta tem a possibilidade de alcançar resultados mais efetivos e em um curto período.

Ser um hipnoterapeuta é ter a certeza de que o seu trabalho vai transformar a vida de alguém que busca por essa grande mudança.

Além de trabalhar com um propósito, o hipnoterapeuta é um profissional que tem sua performance reconhecida tanto pelos pacientes quanto por seu retorno financeiro.

Para se ter uma noção, ser um hipnoterapeuta faz com que você ganhe até R$ 20 mil por mês!

Fala sério, quando você imaginou ser possível faturar isso e ainda transformar vidas?

Troque de carreira e seja um hipnoterapeuta OMNI!

Clique no banner abaixo e tire todas as suas dúvidas.

MBA

0
Would love your thoughts, please comment.x
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×