0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A Síndrome do Intestino Irritável é um daqueles mal-estar que acontecem, mas ninguém de fato sabe o nome!

Apesar de seus sinais físicos, a síndrome do intestino irritável pode facilmente acusar a existência de algum transtorno emocional no indivíduo.

Se você nunca ouviu falar sobre a síndrome do intestino irritável ou não sabe ao certo o que é, como acontece e o que fazer nesse caso, então, esse artigo é perfeito para você!

Faça a leitura com atenção!

Primeiro de tudo, vamos definir exatamente o que é a síndrome do intestino irritável!

O que é a síndrome do intestino irritável?

Também conhecida como IIS, a síndrome do intestino irritável é dada como um distúrbio crônico que costuma provocar dores, distensão abdominal, constipação e diarreia.

Em outras palavras, a síndrome do intestino irritável é uma confusão gastrointestinal comum em muitas pessoas. Desta forma, é recomendado a procura por um profissional gastroenterologista.

Quando falamos sobre as causas da síndrome do intestino irritável, não temos uma resposta absoluta. Afinal, os sintomas irão variar de organismo para organismo e de emocional para emocional.

Por isso, é importante sabermos as principais causas e observarmos. Se você sofre de algum dos sintomas a seguir sem motivo aparente, procure um médico. Afinal, pode ser a síndrome do intestino irritável lhe fazendo de refém.

Quais as causas da síndrome do intestino irritável?

Como você viu anteriormente, não tem resposta exata para essa pergunta, mas podemos pontuar os sintomas mais presentes na vida de pessoas que sofrem com a síndrome do intestino irritável.

Contrações musculares

As paredes do nosso intestino se contraem de acordo com que o alimento se move fazendo o caminho da digestão.

Quando essas contrações acontecem de forma mais forte e prolongada, é neste momento que os gases, o inchaço e a diarreia passam a dar sinais.

Por outro lado, quando a contração das paredes do intestino acontece de forma lenta, é natural que as fezes fiquem com textura seca e dura.

Sistema nervosos digestivo alterado

Nosso cérebro comanda todo o nosso corpo e quando o assunto é o intestino, essa ligação é ainda maior.

Com isso, podemos dizer que quando nosso sistema nervoso se encontra alterado, automaticamente, nosso sistema digestivo nos dará sinais.

Dessa forma, nosso corpo reage da pior forma, alterando nosso sistema digestivo e provocando dor, diarreia ou constipação.

Intestino inflamado

Lembra que no começo desse tópico falamos que cada intestino vai reagir de uma maneira e por isso as causas não são absolutas? 

Pois bem, algumas pessoas que sofrem da síndrome do intestino irritável podem ter uma maior quantidade de células do sistema imunológico em seu intestino, essa condição pode estar diretamente associada às dores, flatulência e diarreia.

Infecção grave

Se você já sofre com uma crise de gastroenterite, então é um forte candidato a desenvolver a síndrome do intestino irritável, isso porque pessoas que passaram por alguma infecção grave ficam mais suscetíveis ao mal-estar.

Microbiota intestinal

Quando falamos sobre nosso organismo, sabemos que ele abriga microrganismos que possuem a função de manter o bom funcionamento da mucosa que reveste nosso trato gastrointestinal.

Quando esses microrganismos estão em excesso, o cenário muda de cor. Logo, o crescimento excessivo de bactérias em nosso intestino está diretamente ligado à síndrome do intestino irritável.

Dados sobre a síndrome do intestino irritável

10 a cada 20% da população de todos os países são afetadas pela síndrome do intestino irritável. Estima-se que a cada ano surjam 1 a 2% de novos casos.

Diante dessa estatística, vale ressaltar que o público feminino está mais propenso a desenvolver a síndrome do intestino irritável que costuma ser identificado principalmente no começo da fase adulta do indivíduo.

A síndrome do intestino irritável não pode levar à morte, entretanto, existem gatilhos que podem ser acionados, assim, acarretando maiores complicações.

Os sintomas da ISS são agravados a partir do consumo de trigo, laticínios, frutas cítricas, feijão, couve, leite e refrigerantes.

Isso não quer dizer que você está proibido de ingerir esses alimentos, mas sim, ingeri-los de forma consciente mantendo uma alimentação saudável.

A saúde mental é um excelente agravante para o desenvolvimento da ISS. Afinal, quando a mente cala o corpo fala!

A má qualidade de vida também é um fator de risco para o desenvolvimento da síndrome do intestino irritável.

Se juntarmos todos os fatores de risco falados acima, podemos observar que a melhor forma de evitar ou diminuir a síndrome do intestino irritável é cuidando do nosso corpo e mente.

Essas duas coisas estão interligadas, logo, se uma está com dificuldades, a outra será impactada de forma indireta.

Nosso corpo vive conversando sobre si, basta que venhamos saber ouvi-lo e compreendê-lo

Hipnoterapia e a síndrome do intestino irritável

Há pessoas que, além de procurar por um psicólogo, também recorrem a especialistas um pouco mais aprofundados no que diz respeito à mente humana.

Os hipnoterapeutas são profissionais especializados em ajudar seus clientes a encontrar mais tranquilidade em suas vidas por meio do domínio total de suas emoções e lembranças.

Isso é possível por meio de técnicas avançadas de concentração e relaxamento.

Tudo isso na intenção de conectar cada pessoa com seu subconsciente e, a partir disso, encontrar quaisquer medos, dúvidas, traumas e problemas emocionais mal resolvidos que, de algum modo, atrapalham sua saúde mental.

A técnica é tão eficiente e dá tantos resultados que famosos recorrem a ela para auxiliar com os mais diversos tipos de questões, como a cantora Adele, o atleta Arthur Zanetti e até mesmo a Duquesa de Cambridge, Kate Middleton.

Em primeiro lugar, você conhece a hipnose?

Não estou falando da hipnose de palco, aquela em que esquecemos nosso nome, estou falando da hipnose clínica.

Se você ainda não conhece a hipnose clínica, não se preocupe, assista ao vídeo a seguir em que Issao Imamura irá te explicar o que é hipnose e como ela é diferente de tudo o que você já ouviu na vida.

A HIPNOTERAPIA!

De antemão, a hipnoterapia nada mais é do que um método de tratamento que utiliza técnicas hipnóticas para descobrir a raiz emocional de um problema e ressignificar o trauma.

Ou seja, através da hipnoterapia, é possível alterar a relação emocional que existe entre a pessoa e a situação que causa um determinado sofrimento, instalando assim novos programas psicológicos no subconsciente.

A hipnoterapia nos mostra que muitos problemas que vivenciamos é por conta de traumas passados, e é por isso que a hipnoterapia é um mercado em ascensão.

Afinal, quando a causa é reparada, os sintomas são naturalmente controlados e o mal deixa de existir.

A nossa mente é um campo muito poderoso e com a ajuda das sugestões que a hipnoterapia nos proporciona, o hipnoterapeuta tem a possibilidade de alcançar resultados mais efetivos e em um curto período.

Ser um hipnoterapeuta é ter a certeza de que o seu trabalho vai transformar a vida de alguém que busca por essa grande mudança.

Além de trabalhar com um propósito, o hipnoterapeuta é um profissional que tem sua performance reconhecida tanto pelos pacientes quanto por seu retorno financeiro.

Para se ter uma noção, ser um hipnoterapeuta faz com que você ganhe até R$ 20 mil por mês! 

Fala sério, quando você imaginou ser possível faturar isso e ainda transformar vidas?

Se interessou? Então clique no banner abaixo e saiba mais!

MBA

0
Would love your thoughts, please comment.x
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×