0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O autocuidado ganhou grande destaque nos últimos tempos. Especialmente com a chegada da pandemia de Covid-19 e a quarentena que fez com que muitos brasileiros ficassem em casa, mais e mais pessoas se voltaram para si e para suas necessidades físicas e emocionais.

Afinal, se não cuidarmos de nós mesmos, quem vai fazer isso?

Em outubro, a campanha de Outubro Rosa fala diretamente com as mulheres. Os riscos de câncer de mama e colo de útero podem ser minimizados com ajuda do autocuidado.

Mas você sabe o que é o autocuidado? Qual sua relação com o Outubro Rosa? E como a hipnose pode ajudar você a se cuidar?

Continue lendo para descobrir!

Neste texto você vai ver:

O que é a campanha do Outubro Rosa?

A campanha do Outubro Rosa é feita anualmente e no mundo inteiro, todo outubro. O seu intuito é alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama e, dessa forma, focar no autocuidado e na prevenção.

A mobilização também visa ressaltar a importância de cada mulher olhar com atenção para a própria saúde, além de ser um momento em que lutamos pelos direitos de atendimento médico e suporte emocional de qualidade e para todas.

Além disso, a campanha se baseia em três pilares no controle do câncer de mama: a prevenção primária, a detecção precoce e a mamografia.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de mama é o problema de saúde que mais mata mulheres em todo o mundo e, segundo dados mais recentes, ultrapassou o câncer de pulmão e se tornou o mais comum do mundo.

A preocupação da OMS com a mortalidade da doença fez com que a OMS se mobilizasse e criasse uma iniciativa colaborativa para reduzir mundialmente a mortalidade causada pelo câncer de mama. O objetivo é reduzir as mortes por esse tipo de câncer em 2,5% ao ano até 2040, salvando cerca de 2,5 milhões de vidas.

Quais são os sinais de câncer de mama?

Como a hipnose pode ajudar com o autocuidado

O autocuidado é o primeiro passo para detectar qualquer doença. No caso do câncer de mama não é diferente. É exatamente por isso que a campanha de Outubro Rosa é tão focada no diagnóstico precoce. Afinal, quanto mais cedo a doença for descoberta, maiores serão as chances de cura.

Assim, os sinais do câncer de mama podem variar de mulher para mulher e há ainda aquelas que não apresentam nenhum sintoma. No entanto, é fundamental que cada mulher conheça suas mamas e faça o teste do toque para identificar qualquer anomalia.

De toda forma, o câncer de mama pode apresentar alguns sinais e sintomas, como:

  • Presença de nódulo ou caroço, sem dor;
  • Alteração na cor ou forma do mamilo;
  • Liberação de líquido ou secreção pelo mamilo;
  • Alterações na pele da mama, como vermelhidão;
  • Inchaço ou mudança no tamanho de uma ou ambas as mamas;
  • Coceira frequente na mama ou no mamilo;
  • Inversão do mamilo;
  • Edema cutâneo, semelhante à casca de uma laranja;
  • Dor.

Ao sinal de qualquer sinal, é importante buscar um médico ginecologista para a realização de exames e investigação dos sintomas.

O que é autocuidado?

É muito comum que as pessoas se preocupem constantemente com os outros, sejam pais, filhos, irmãos ou amigos. Muitos de nós estamos sempre dispostos a ouvir e ajudar as pessoas que amamos sempre que precisam, mas você se lembra de você mesmo?

O autocuidado está relacionado ao bem-estar próprio, à autoestima e, é claro, à saúde. É essencial que todas as pessoas dediquem um tempo para cuidar de si próprios todos os dias para entender quais são suas necessidades e desejos.

Não apenas isso, o autocuidado é uma das melhores formas de estar atento aos sinais e sintomas que possam aparecer.

Criar hábitos de autocuidado contribui para uma vida mais saudável física, espiritual e psiquicamente, aumentando a autoestima, prevenindo doenças e trazendo felicidade. Atividades como a meditação e a hipnoterapia são excelentes formas de colocar o autocuidado em prática.

A relação do autocuidado com a autoestima

Como a hipnose pode ajudar com o autocuidado

A autoestima é a imagem e opinião, tanto positiva quanto negativa, que cada pessoa faz de si mesmo. Ela se constrói com o tempo, a partir de experiências pessoais, emoções, crenças, comportamentos e autoimagem.

É ideal que a autoestima não seja influenciada por outras pessoas, mas a imagem que outros têm sobre nós também podem moldar nossas opiniões sobre nós mesmos.

Para Freud, a autoestima está diretamente relacionada ao desenvolvimento do ego, ou seja, é uma “estima de si”.

A autoestima ganhou bastante destaque nos últimos tempos, com muitas páginas, blogs e redes especialistas focando em dicas e estudos para que as pessoas pratiquem algo simples, mas difícil para alguns: gostar de si mesmos.

Se você é como uma dessas pessoas e está em busca de maneiras para melhorar a autoestima, sabia que o autocuidado é uma prática que ajuda a gerar um sentimento positivo para consigo mesmo? É uma forma de trabalhar o autoconhecimento para se aceitar e reprogramar a sua mente como alguém feliz.

Afinal, quando você se conhece, sabe os seus pontos fortes e consegue identificar onde pode melhorar, assim buscando soluções para acelerar sua evolução pessoal e profissional.

Como desenvolver o autocuidado no dia a dia?

Desenvolver e aplicar o autocuidado diariamente é uma ótima maneira para viver em equilíbrio e harmonia consigo mesmo.

Porém, é claro que nenhum hábito nasce da noite para o dia. Eles são adquiridos e consolidados com uma tomada de decisão e com a repetição diária. A hipnose é grande aliada nesses casos, já que ela ajuda a programar comportamentos mais saudáveis na mente e reprogramar traumas e transtornos emocionais.

Existem quatro tipos de autocuidado que você pode desenvolver:

Físico: o autocuidado físico consiste em cuidar do próprio corpo, o que reflete também na mente. Práticas como atividades físicas, uma alimentação equilibrada e dormir bem ajudam com o autocuidado e com uma vida mais saudável.

Social: você já deve ter escutado a expressão “ninguém é uma ilha”. Isso significa que é difícil manter hábitos saudáveis sem manter contato com pessoas que te apoiam. Além disso, o contato com outras pessoas ajuda a fortalecer a empatia e a solidariedade, o que é uma forma de cuidado com a sociedade como um todo.

Emocional: o autocuidado não se limita — e nem deve se limitar — apenas à saúde e bem-estar físicos. A psicoterapia, o autoconhecimento, o autoperdão e a hipnoterapia são algumas práticas que ajudam com o autocuidado emocional.

Mental: o autocuidado mental envolve tudo aquilo que está relacionado ao cognitivo e ao conhecimento. É importante reservar momentos para o lazer para manter a mente ativa, como ler um livro, assistir um filme, desenhar, escrever ou outros hobbies e atividades que estimulam a criatividade.

Colocando o autocuidado em prática

Como você pode imaginar, existem diversas formas de aplicar o autocuidado no seu dia a dia. Veja algumas dicas:

Faça exercícios físicos

A prática de exercícios físicos ajuda a combater o estresse, a depressão, a ansiedade e diversas outras doenças emocionais. Além disso, as atividades físicas também são uma forma de autocuidado que mantém seu corpo saudável e você muito mais disposto.

É importante, porém, que você consulte um médico para saber como está sua saúde e se a prática de exercícios físicos é ideal para você. Ademais, escolha uma atividade física que seja prazerosa para você!

Saiba dizer “não”

Muitas pessoas sentem dificuldade na hora de dizer “não”. Dessa forma, acabam atraindo para si problemas por não conseguirem negar algum pedido e acabam sobrecarregadas, podendo chegar até a um quadro de burnout.

Por isso, dizer “não” sempre que julgar necessário não faz de você uma má pessoa. Isso é, na verdade, uma forma de autocuidado. Lembre-se sempre: você não pode assumir as responsabilidades das outras pessoas. Cuide-se em primeiro lugar.

Seja gentil consigo mesmo

Todo mundo comete erros. Mesmo com desenvolvimento pessoal e profissional, você ainda vai continuar errando. O importante é se perdoar e buscar não repetir os mesmos erros novamente.

Mantenha uma vida social ativa

Francis Bacon, importante cientista, filósofo e considerado um dos fundadores da Revolução Científica, disse: “Não há solidão mais triste do que a do homem sem amizades. A falta de amigos faz com que o mundo pareça um deserto.”

Manter uma vida social ativa também faz parte do autocuidado. Para isso, viva em harmonia com as pessoas e mantenha contato com amigos e familiares. Nenhum ser humano vive sozinho e ter um sistema de apoio de pessoas queridas traz inúmeros benefícios para a saúde mental e emocional.

Descanse a mente com uma boa noite de sono

Dormir bem faz toda a diferença para descansar a mente. O tempo de sono ideal muda para cada organismo, mas os médicos recomendam cerca de oito horas por dia.

Para dormir bem, é importante seguir os conselhos já conhecidos:

  • Evite aparelhos eletrônicos, como televisão ou celulares, por no mínimo trinta minutos antes de dormir;
  • Adote um horário regular de sono, deitando e levantando nos mesmos horários. Isso ajuda a criar uma rotina;
  • Evite bebidas com cafeína à noite, até cinco horas antes de dormir;
  • Coma alimentos leves no jantar;
  • Mantenha o silêncio e garanta o conforto na hora de dormir.

Faça um tratamento com hipnoterapia

A hipnose é uma excelente prática para quem deseja desenvolver o autocuidado. Afinal, ela é uma técnica em que um profissional sugere experiências, mudanças nas sensações, percepções, pensamentos ou comportamentos. Atingindo o subconsciente, é possível estabelecer novos hábitos saudáveis.

Em outras palavras, a hipnose é capaz de fazer mudanças ao nível subconsciente, que passará então a agir de acordo com esse novo princípio.

Já a hipnoterapia é o uso da hipnose para fins terapêuticos, que consiste em induzir o paciente a um estado de transe e sugerir-lhe hábitos e comportamentos saudáveis, podendo inclusive tratar fobias, resolver conflitos, obter maior clareza e foco, entre outros.

Como você pode imaginar, a hipnose e a hipnoterapia podem auxiliar grandemente no autocuidado!

Outros benefícios da hipnose são:

  • Ajuda no controle da ansiedade;
  • Combate a insônia;
  • Trata distúrbios sexuais;
  • Auxilia no tratamento de doenças psicossomáticas;
  • Traz mais disposição durante o dia;
  • Aumenta o foco e a concentração;
  • Melhora a comunicação;
  • Desenvolve a criatividade;
  • Elimina hábitos destrutivos.

Portanto, o autocuidado e a hipnoterapia podem, sim, ser aliados do tratamento contra o câncer de mama! A hipnose auxilia o paciente a sentir menos os efeitos colaterais das medicações e ajuda a entender o tratamento como algo positivo.

Além disso, a hipnose também ajuda a ressignificar os medos e questões emocionais que envolvem o tratamento do câncer, tornando todo o processo mais tranquilo e a recuperação mais rápida!

Agora que você já sabe como a hipnose pode ajudar você com o autocuidado, que tal baixar nosso ebook “Como construir hábitos de sucesso: 7 dicas infalíveis”? Com ele você vai entender como sua mente funciona e descobrir como mudar hábitos.

Ficou interessado? Então é só clicar aqui para baixar!

0
Would love your thoughts, please comment.x
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×